Social Icons

quinta-feira, 28 de junho de 2018

DATENA NEGA, MAS PODERÁ SER CANDIDATO AO SENADO OU ATÉ MESMO AO PLANALTO

Blog do Alex Ramos 
Ele pode até dizer que não quer. Mas a pré-candidatura de José Luiz Datena (DEM-SP), um dos rostos mais conhecidos do país, ao Senado Federal nasce com um potencial de ''Plano B''. Ou, ao menos, uma espécie de elixir ''levanta-defunto'' para chapas presidenciais.

Apesar de ter afirmado que ainda não é capacitado para ser um gestor público, diante de um quadro de indefinição crônica na centro-direita e direita, Datena pode ser cortejado para outros voos. Por exemplo, se as intenções de voto em Geraldo Alckmin seguirem modorrentas até agosto, emprestar sua credibilidade ao candidato do PSDB, compondo com ele.


Não é apenas em São Paulo que o apresentador de TV e rádio é lembrado. Uma história exemplifica: tempos atrás, debati em um boteco, em Açailândia, na Amazônia maranhense, a violência na capital paulista. Quando perguntei aos interlocutores como conheciam aquelas histórias sem nunca terem vindo para cá, apontaram para a TV ligada, com Datena.
Graças às antenas parabólicas, ele é conhecido no interior do Nordeste, enclave do PT – partido ao qual foi filiado, aliás, por mais de uma década. Muitos de seus telespectadores acreditam que Datena conhece o caminho para melhorar a segurança pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues