Social Icons

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

"MENOR" SUSPEITO DE 4 MORTES É PRESO NA PRAIA TOMANDO ÁGUA DE COCO AO LADO DA NAMORADA

A coordenação do Grupo de Serviço Avançado (GSA) da Diretoria de Inteligência e Assuntos Estratégicos (DIAE) capturou, no fim da tarde de quarta-feira (20), Wellison Cordeiro Oliveira, de 18 anos, conhecido pelas alcunhas de “Nonor” ou “Menor”.

Considerado “disciplina” da facção Bonde dos 40, ele é apontado como o autor de quatro homicídios, incluindo a de um vigilante da Canopus em outubro do ano passado.

Uma fonte da Coordenação do Velado/DIAE 1 disse que Wellison foi encontrado na Praia da Ponta d’Areia, em São Luís, ao lado da namorada, de 14 anos, curtindo uma brisa e tomando água de coco. Ele é suspeito de vários roubos a residências no Araçagy e adjacências. E também de pelo menos quatro assassinatos, como ele mesmo confessou no 21º Distrito Policial (DP), Araçagy, onde foi apresentado ao delegado Walter Wanderley.

Morte do vigilante

No dia 20 de outubro de 2018, mataram a tiros Newton Rocha Mendes, 57, que era vigia de uma obra no Condomínio Vilagge do Porto, na Avenida General Arthur Carvalho, bairro do Turu. Conforme apurado pela polícia, dois homens pularam o muro da construção e, minutos depois, o vigia foi encontrado morto, em uma poça de sangue, na guarita onde trabalhava. O corpo dele foi levado para Humberto de Campos/MA, onde a vítima nasceu.

Outros homicídios: 

“Nonor” também assumiu ter matado, em 25 de abril de 2018, Víctor Hugo Ramos Rocha, o “Bracinho”, porque este era do Comando Vermelho, facção rival ao Bonde. E um primo dele conhecido como “Edinho”, morto com 10d isparos de arma de fogo no Parque Araçagy, em São José de Ribamar, em umac comunidadede nome “Gardenha”.

Também confessou ter assassinado “Pé de Foice”, após ter recebido autorização da “Sintonia Fina Geral” (como é denominada a cúpula do Bonde dos 40), depois de um julgamento do “tribunal do crime”, pois a vítima furtou maconha dos faccionados.

Do Itaqui Bacanga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues