Social Icons

quarta-feira, 6 de março de 2019

TETO DO GINÁSIO CASTELINHO DESABA

Blog do Alex Ramos


Estrutura metálica que sustenta o teto foi totalmente danificada. — Foto: Bruno Alves/G1 MA
 Estrutura metálica que sustenta o teto foi totalmente danificada. — Foto: Bruno Alves/G1 MA

O teto do Ginásio Castelinho, no bairro Outeiro da Cruz em São Luís, desabou no início da tarde desta quarta-feira (6). No momento do desabamento, chovia forte na região.

Dois funcionários estavam no local na hora do desabamento, mas ninguém se feriu. De acordo com as primeiras informações, ao perceberem que a estrutura estava desabando um dos funcionários conseguiu avisar aos demais, que rapidamente saíram do local.
Teto do Ginásio Castelinho desabou no início da tarde desta quarta-feira (6) em São Luís. — Foto: Bruno Alves / G1 MA
 Teto do Ginásio Castelinho desabou no início da tarde desta quarta-feira (6) em São Luís. — Foto: Bruno Alves / G1 MA
Na terça-feira (5), o time do Sampaio Basquete realizou um treino no local. O ginásio Castelinho é usado como centro de treinamento do time maranhense.
Teto do ginásio Castelinho desaba em São Luís. — Foto: Bruno Alves / G1 MA
 Teto do ginásio Castelinho desaba em São Luís. — Foto: Bruno Alves / G1 MA
Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi chamada ao local e por precaução, toda área do ginásio foi isolada. Equipes da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR) também foram deslocadas para realizar a interrupção de energia que é fornecida para o Castelinho.
Segundo o coronel Celio Rogério do Corpo de Bombeiros, apenas a parte metálica que sustenta o teto do ginásio foi danificada e não há risco desabamentos. Somente a perícia deve apurar as condições estruturais do ginásio e quais foram as causas do desabamento. Além disso, o coronel explicou que a Polícia Militar foi solicitada para reforçar a segurança ao redor do ginásio.

“Nós fizemos o isolamento, providenciamos também o corte no fornecimento de energia elétrica. A estrutura toda ela veio abaixo, a parte que está meio segura é nas extremidades e elas estão devidamente escoradas, então não há um novo risco de desabamento. Tomamos providências com o comandante da Polícia Militar de pedir policiamento no perímetro do Castelinho a fim de evitar que pessoas por curiosidade, adentre nesse cenário enquanto está isolado e assim venha se machucar”, explicou.
Chovia forte no momento do desabamento do teto do ginásio Castelinho. — Foto: Bruno Alves / G1 MA
Chovia forte no momento do desabamento do teto do ginásio Castelinho. — Foto: Bruno Alves / G1 MA
Em entrevista a Rádio Mirante AM, o secretário de Desporto e Lazer (Sedel), Rogério Cafeteira que está no local, disse que toda estrutura do teto foi comprometida e que o governador Flávio Dino já determinou a recuperação imediata do Castelinho.

"Fomos informados agora há pouco do desabamento de parte do ginásio. Graças a Deus não tem nenhum ferido. Os técnicos da Secretaria de Infraestrutura (Sinfra) estão vindo para cá para fazer todo o levantamento para que possamos começar logo a recuperação dessa importante praça esportiva como já determinou o governador Flávio Dino. Nós não sabemos se todo o teto desabou e o Corpo de Bombeiros não orientou a nossa entrada para ver o que houve, mas tudo indica que toda a estrutura do teto foi comprometida", disse o secretário.

O secretário de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto afirmou que não havia nenhum projeto de reconstrução ou reforma do ginásio Castelinho, já que não havia chegado ao conhecimento dele problemas relacionados a problemas infraestruturais do local.

"Não havia nenhum projeto no sentido de reconstrução, de estruturação, porque ainda não havia chegado ao conhecimento da Secretaria de Infraestrutura que houvesse essa necessidade. Agora qualquer manifestação nesse sentido depende do laudo, para que a gente possa saber exatamente o que aconteceu. O mais importante nesse momento é manter a área isolada, para que seja feita a verificação para que as devidas providências sejam tomadas", explicou.

Ao G1, Floriano Oliveira, administrador do Castelinho, disse que o volume de água e a ventania pode ter contribuído para o desabamento do ginásio.

“O volume de água que evoluiu com o vento também, caiu um lado da direita e um lado da esquerda. O meio ficou solto e caiu totalmente porque as duas pontas que sustentam a cobertura em cima da quadra desabaram no chão. Ainda pode cair mais ainda a parte que ainda está de pé”, disse.

Do G1 MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues