Social Icons

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

SUSPEITO DE MATAR JOVEM E FILHO DELA, DE 4 MESES, É MORTO A PAULADAS POR MILICIANOS

Blog do Alex Ramos
 Marileide e seu filho de 4 meses foram mortos na Gardênia Azul Foto: Reprodução
A Polícia Civil informou que o ajudante de pedreiro Luís Fernando Guimarães Barbosa, de 21 anos, acusado de assassinar a dona de casa Marileide da Silva Nascimento, de 24 anos, e seu filho Bryan Lucas Júnior, de 4 meses, na última sexta-feira, foi morto a pauladas na Gardênia Azul, na manhã desta segunda-feira.
De acordo com moradores, a milícia que atua na comunidade teria sido a responsável por autorizar a execução de Luís. Os autores jogaram o corpo do homem no Canal do Anil.
— Ele invadiu a casa de um casal que estava em São Paulo. Hoje pela manhã, eles pegaram ele tomando banho. O Luís tentou correr mas foi pego por eles (os milicianos) — disse uma moradora, que preferiu não se identificar.
Segundo a testemunha, o ajudante de pedreiro teria sido espancado na frente de várias pessoas até morrer. Após o crime, o corpo foi deixado no canal e os executores fugiram.
Segundo o delegado Jefferson Ferreira Nascimento, da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), "(Luís) foi morto por espancamento por populares não identificados". Nascimento disse que o ajudante de pedreiro teve o corpo reconhecido por parentes.
Natural de Buriti Bravo, no Maranhão, o homem estava no Rio há quatro anos. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Centro.

Corpos de mãe e filho de 4 meses mortos serão levados para o Maranhão

Os corpos da dona de casa Marileide da Silva Nascimento, de 24 anos, e de seu filho Bryan Lucas Júnior, de 4 meses, serão transladados nesta terça-feira, de avião, para a cidade de Buriti Bravo, na Região Nordeste do Maranhão. Ambos foram assassinados na manhã da última sexta-feira, com mais de 30 facadas, na Comunidade Gardênia Azul, na Zona Oeste do Rio.
O principal suspeito foi identificado como o ajudante de pedreiro morto nesta segunda-feira, que queria assassinar a ex-companheira, a atendente de lanchonete Lucilene Pereira da Silva, de 22. Ela era prima das vítimas, e os três - Marileide, Bryan e Luciene - moravam juntos. O crime aconteceu na Rua Arão Stamburg, ‪as 5h50‬.
Do Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues