Social Icons

domingo, 22 de março de 2020

MORO DA XEQUE-MATE A FOLHA DE SP SOBRE SOLTURA DE PRESOS POR OCASIÃO DA PANDEMIA DO COVID-19

Blog do Alex Ramos
O ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro, deu entrevista ao jornal Folha de São Paulo, ontem quinta-feira 19, em seu gabinete.

Nas indagações feitas pela Folha, o assunto em pauta foi sobre a pandemia do COVID-19, e quais ações do governo frente a propagação da doença e o que o ministro pensa sobre  a soltura de presidiários condenados pela justiça, já que segundo especialistas, essa população faz parte dos grupos de risco.

Para o ministro Moro, seria importante vacinar os presos contra a gripe comum, para evitar confusão com sintomas do Coronavírus e não endossa os movimentos para soltar nenhum preso durante a pandemia em evidência.
Foi exatamente isso que Moro falou sobre a soltura de presos condenados pela justiça. Não soltaremos nenhum. A ideia e vacina-los nas penitenciárias.
“Não podemos, a pretexto de proteger a população prisional, vulnerar excessivamente a população que está fora das prisões” afirmou Moro.
O ministro ainda falou:
“Alguns fazem proposta de soltar todos os presos que não tenham sido condenados por violência ou grave ameaça. Estamos falando de todo tráfico de drogas, basicamente. Grande parte dos traficantes foram condenados só por tráfico.
Moro rebate a Folha de São Paulo veementemente quando perguntado se seria por ocasião da pandemia soltar criminosos. O ministro deixa claro que essa medida poria em sérios riscos os cidadãos de bem que estão nas ruas.
Dessa maneira ele ainda disse:
“Então vamos soltar todos os traficantes do país? Isso não faz o menor sentido”.
Querendo a todo custo enquadrar o ministro sobre seu pensamento aos presos, a Folha de SP perguntou se mesmo com a vacina nos presídios lotados, se teria resultados positivos.
Moro afirmou que sim. Tanto o Ministério da Saúde, quanto a posição do Ministério da Justiça, publicaram portarias para prevenir a epidemia nas unidades prisionais. Para Moro, a vacinação nos presídios será proveitoso sim.

Segundo o ministro Sérgio Moro, desde o início da doença, que estão sendo estudadas medidas para proteção dos presos nas penitenciárias, todavia no momento oportuno.
“Agora essas medidas precisam serem tomadas no momento certo. Uma restrição às saídas temporárias às visitas, pode gerar também uma reação dentro das cadeias. Por outro lado, estamos numa federação e a responsabilidade é nossa e isso já sendo providenciado. Disse.
 Do NBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues