Social Icons

quinta-feira, 24 de dezembro de 2020

O triste e melancólico Natal sem luz da quase ex-prefeita de Rosário Irlahi Moraes

 Blog do Alex Ramos

Vai ficar pra história da cidade de Rosário o desrespeito da quase ex-prefeita Irlahi Moraes para com o munícipes daquela cidade que outrora era conhecida como a “cidade da luz” nas festividades de fim de ano.

Após derrota humilhante nas urnas pela maioria da população Rosariense que sempre deixou claro e confirmou no dia 15 de novembro, no voto, a indignação e revolta pela falta de respeito como eram tratados pela cúpula da prefeita, restou a Irlahi deixar como legado nos seus últimos e agonizantes dias como prefeita de Rosário, não colocar uma lâmpada pisca-pisca como forma de reverenciar o espírito natalino e consequentemente o sentimento de Renovação de votos para um ano novo de realizações.

Falando em votos, o que se ouve nas ruas da cidade de Rosário é um mal estar deixado também pela prefeita e sua trup em relação aos que foram de certa forma obrigados a força manifestação de apoio ao candidato seu sobrinho sem expressão política e sem o cheiro do povo.

Outra coisa que não quer calar é pra onde foi parar as ornamentações pertencentes ao patrimônio do município que durante os últimos 7 anos, no período natalino, davam uma visão diferenciada a todos aqueles que por lá passavam e aos moradores que de uma certa forma se sentiam representados, na mais bela e harmoniosa festividades da terra que sem dúvida alguma a festividade natalina.

Por fim, o ano de 2020 na cidade de Rosário vai para história como o “ano das perdas irreparáveis” no que tange aos nossos entes queridos, que nos abandonaram sem se quer ter o direito a um velório digno.

Mais também será lembrado como o ano de um velório pré-anunciado de uma “quase oligarquia” que anunciava como proposta um slogan “valeu apenas sonhar” e agora está com medo de acordar desse sonho que ao longo desses 8 anos virou um pesadelo.

Resta agora ao povo seguir a nova realidade de Rosário que será de compromisso com a população Rosariense e com uma política pública voltada a todos, principalmente aqueles que precisam e clamam por uma cidade mais justa e mais fraterna.

Do Munim Conectado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues