Social Icons

quinta-feira, 11 de março de 2021

Médico que matou amante de overdose pondo cocaína em parte íntima é condenado

 Blog do Alex Ramos

O cirurgião alemão Andreas Niederbichler foi condenado a pagar uma indenização equivalente a R$ 200 mil, após matar sua amante, de 38 anos, de overdose durante sexo oral. Quem vai receber a quantia será o viúvo e o filho da mulher. O médico já havia sido condenado a nove anos de prisão, em 2019, por ter escondido da vítima, Yvonne, que colocou cocaína em seu pênis antes do ato.


Niederbichler, agora com 45 anos, foi comparado ao personagem Christian Grey, da série americana Cinquenta Tons de Cinza, depois que detalhes de sua vida sexual foram revelados em um julgamento em Magdeburg, na Alemanha.


Segundo o jornal americano The Sun, o cirurgião injetou cocaína em pelo menos três outras mulheres para torná-las mais “compatíveis” sexualmente. Yvonne, cabelereira, era uma ex-paciente que teve um caso com o cirurgião e confiava totalmente nele, segundo o tribunal.


“Yvonne queria deixar o marido pelo Dr. Niederbichler. Ele era como Christian Grey, de Cinquenta Tons de Cinza, para ela”, declarou um amigo da vítima.


Após fazer sexo oral no médico, a cabeleireira ficou sem fôlego e desmaiou. Uma autópsia posterior revelou que ela morreu de overdose de cocaína.

A juíza Steffi Ewald ordenou que o cirurgião pagasse os custos do funeral, mais benefícios de sobrevivência para o viúvo e o filho da vítima.

Outros casos

Os promotores afirmam que o cirurgião também colocou a droga secretamente em taças de champanhe e a escondeu em batom e pasta de dente. Outros casos aconteceram entre setembro de 2015 e fevereiro de 2018.

“Ele administrou a cocaína para continuar livremente as práticas sexuais”, disse a promotora-chefe Eva Vogel.

Do Metrópoles


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues