Social Icons

quarta-feira, 14 de julho de 2021

Urgente: Flávio Bolsonaro revela que o pai foi intubado e está na UTI. Filho do presidente reclama da "vida sacrificante" que o pai estaria levando e diz que ele se sente sozinho

 Blog do Alex Ramos 

O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) disse hoje que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e precisou ser intubado como precaução. O parlamentar adiantou que amanhã seguirá ao lado da família para São Paulo, com o objetivo de acompanhar mais de perto a recuperação do pai e “dar um pouquinho mais de força”.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está intubado e na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). As informações são do filho Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), que concedeu entrevista à rádio Jovem Pan.

Segundo o parlamentar, no início da manhã Bolsonaro estava sem conseguir respirar. Ele deu entrada no Hospital das Forças Armadas de Brasília e foi transferido no final da tarde para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. O presidente está sendo monitorado para evitar que ele aspire o líquido que estava subindo do estômago.

De acordo com a assessoria do Hospital Vila Nova Star, assessores, equipe médica e de enfermagem se reuniram para avaliar os procedimentos, e uma suíte foi preparada para receber o presidente.

“Foi realmente para uma Unidade de Tratamento Intensiva, para ficar ali em observação, com os cuidados melhores. Chegou a ser intubado, sim, para evitar que ele bronco aspirasse o líquido que tava vindo do seu estômago. Isso já havia acontecido em uma das cirurgias passadas que ele fez. Por precaução, apenas, nada de grave”, disse Flávio.

“Ele estava com muito soluço, não estava conseguindo dormir bem, muita apneia. Ficou em observação, fez alguns exames, tava tudo bem. Voltou para casa no domingo, fizemos até um almoço para recebê-lo”, contou o senador.

Vida “sacrificante”

Para Flávio Bolsonaro, a vida do pai é sacrificante. O parlamentar afirma que, ao mesmo tempo, Bolsonaro se sente grato por pegar “o Brasil de uma forma muito ruim como estava” e ter “melhorado em todos os aspectos”.

A fala do senador, no entanto, contrasta com os números recentes sobre a situação do Brasil. Após anos, o país voltou ao Mapa da Fome e os números de desemprego seguem crescendo.

A pandemia e a ausência de vacinas, quando já era possível adquiri-las, atrasou o processo de imunização e fez com que a covid-19 continuasse circulando em território nacional. Os escândalos de corrupção na compra das vacinas também são uma marca do atual governo.

Além disso, as universidades na gestão Bolsonaro foram sucateadas e o Meio Ambiente negligenciado, com ataques aos povos indígenas e aumento de queimadas em favorecimento a grileiros e garimpeiros.

Na entrevista, Flávio disse que o pai vive uma vida ‘muito solitária’. O senador disse ainda que a família de Bolsonaro, “sempre que pode”, segue para o Alvorada para “levar um pouquinho de alegria para aquele lugar”. Flávio se queixa da estrutura da residência oficial do presidente. Na perspectiva dele, o ambiente é feito para “alguém viver em isolamento”.

A fala do senador, no entanto, contrasta com os números recentes sobre a situação do Brasil. Após anos, o país voltou ao Mapa da Fome e os números de desemprego seguem crescendo.

A pandemia e a ausência de vacinas, quando já era possível adquiri-las, atrasou o processo de imunização e fez com que a covid-19 continuasse circulando em território nacional. Os escândalos de corrupção na compra das vacinas também são uma marca do atual governo.

Do pragmatismo político 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues