Social Icons

quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

Lula ignorava tragédias quando era presidente para não atrair ‘coisa ruim’

 Blog do Alex Ramos

Em sua coluna no Diário do Poder, o jornalista Claudio Humberto relembrou nesta quarta-feira (29/12) a omissão de Luiz Inácio Lula da Silva em eventos trágicos quando era presidente da República.

Nos últimos dias, a imprensa e a oposição têm criticado o Presidente Jair Bolsonaro por não ter voltado às regiões afetadas por enchentes na Bahia, já visitadas por ele no dia 12 de dezembro. Entretanto, no passado, havia grande tolerância com outro governante que não visitava brasileiros que passavam por tragédias.

Em janeiro de 2010, por exemplo, Lula desfilou com isopor de bebidas na cabeça, na praia de Inema, Bahia, enquanto uma tragédia no litoral fluminense contabilizava 53 mortos por conta de um deslizamento em Angra dos Reis (RJ).

Outro episódio do qual Lula fugiu foi o acidente com o voo da TAM no aeroporto de Congonhas que matou 199 pessoas. Enquanto o tucano José Serra foi o primeiro a visitar o local, Lula nunca pôs os pés por lá.

Além de ter fugido da visita a Congonhas, Lula demorou dois anos para receber familiares das vítimas, que ainda lutavam por reparações.

Segundo Claudio Humberto, ”dizia-se no Planalto, na época, que a primeira-dama Marisa impedia Lula de visitar vítimas de tragédias para ‘não atrair coisa ruim’”.

Fonte: NI 24h

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues