Social Icons

sexta-feira, 25 de março de 2022

Mulher é atacada brutalmente pelo próprio pit bull em elevador

 Blog do Alex Ramos

Uma mulher foi forçada a lutar por sua vida depois que o seu próprio cachorro de repente se tornou agressivo e a atacou brutalmente em um elevador de prédio em Cúcuta (Colômbia).

A colombiana de 25 anos estava inocentemente amarrando os sapatos quando o seu pit bull, de 4 anos, veio até ela e mordendo um dos braços.

Alarmada e com fortes dores, a mulher não teve escolha a não ser tentar se refugiar no elevador, no entanto, seu cachorro não a soltou e a seguiu.

Uma mulher foi forçada a lutar por sua vida depois que o seu próprio cachorro de repente se tornou agressivo e a atacou brutalmente em um elevador de prédio em Cúcuta (Colômbia). A colombiana de 25 anos estava inocentemente amarrando os sapatos quando o seu pit bull, de 4 anos, veio até ela e mordendo um dos braços. Alarmada e com fortes dores, a mulher não teve escolha a não ser tentar se refugiar no elevador, no entanto, seu cachorro não a soltou e a seguiu. Em imagens de revirar o estômago, a mulher pode ser vista se arrastando com o cachorro ainda preso no seu braço ferido. Enquanto a mulher grita, o cão começa a balançar a cabeça para frente e para trás. Eventualmente, a mulher faz um esforço para se sentar e começa a bater freneticamente nos botões do elevador com as mãos cheias de sangue antes de escapar para o saguão. A cena foi toda registrada por câmera de segurança. Surpreendentemente, a mulher sobreviveu ao ataque, mas teve que fazer uma cirurgia para reconstruir o braço, contou o site local "La Opinión". Quando a notícia do ataque chocante foi ouvida pelos vizinhos da mulher, eles ficaram boquiabertos, pois, segundo eles, o animal parecia amigável e nunca havia demonstrado ser agressivo. Eles notaram, no entanto, que a mulher o levava para passear usando uma focinheira. "Quando o animal pulou sobre ela, a única coisa que ela pensou foi que, se ficasse no quinto andar, ninguém iria resgatá-la", disse um porta-voz da polícia de Cúcuta.

Em imagens de revirar o estômago, a mulher pode ser vista se arrastando com o cachorro ainda preso no seu braço ferido. Enquanto a mulher grita, o cão começa a balançar a cabeça para frente e para trás.

Eventualmente, a mulher faz um esforço para se sentar e começa a bater freneticamente nos botões do elevador com as mãos cheias de sangue antes de escapar para o saguão. A cena foi toda registrada por câmera de segurança.

Surpreendentemente, a mulher sobreviveu ao ataque, mas teve que fazer uma cirurgia para reconstruir o braço, contou o site local "La Opinión".

Uma mulher foi forçada a lutar por sua vida depois que o seu próprio cachorro de repente se tornou agressivo e a atacou brutalmente em um elevador de prédio em Cúcuta (Colômbia). A colombiana de 25 anos estava inocentemente amarrando os sapatos quando o seu pit bull, de 4 anos, veio até ela e mordendo um dos braços. Alarmada e com fortes dores, a mulher não teve escolha a não ser tentar se refugiar no elevador, no entanto, seu cachorro não a soltou e a seguiu. Em imagens de revirar o estômago, a mulher pode ser vista se arrastando com o cachorro ainda preso no seu braço ferido. Enquanto a mulher grita, o cão começa a balançar a cabeça para frente e para trás. Eventualmente, a mulher faz um esforço para se sentar e começa a bater freneticamente nos botões do elevador com as mãos cheias de sangue antes de escapar para o saguão. A cena foi toda registrada por câmera de segurança. Surpreendentemente, a mulher sobreviveu ao ataque, mas teve que fazer uma cirurgia para reconstruir o braço, contou o site local "La Opinión". Quando a notícia do ataque chocante foi ouvida pelos vizinhos da mulher, eles ficaram boquiabertos, pois, segundo eles, o animal parecia amigável e nunca havia demonstrado ser agressivo. Eles notaram, no entanto, que a mulher o levava para passear usando uma focinheira. "Quando o animal pulou sobre ela, a única coisa que ela pensou foi que, se ficasse no quinto andar, ninguém iria resgatá-la", disse um porta-voz da polícia de Cúcuta.

Quando a notícia do ataque chocante foi ouvida pelos vizinhos da mulher, eles ficaram boquiabertos, pois, segundo eles, o animal parecia amigável e nunca havia demonstrado ser agressivo. Eles notaram, no entanto, que a mulher o levava para passear usando uma focinheira.

"Quando o animal pulou sobre ela, a única coisa que ela pensou foi que, se ficasse no quinto andar, ninguém iria resgatá-la", disse um porta-voz da polícia de Cúcuta.

Uma mulher foi forçada a lutar por sua vida depois que o seu próprio cachorro de repente se tornou agressivo e a atacou brutalmente em um elevador de prédio em Cúcuta (Colômbia). A colombiana de 25 anos estava inocentemente amarrando os sapatos quando o seu pit bull, de 4 anos, veio até ela e mordendo um dos braços. Alarmada e com fortes dores, a mulher não teve escolha a não ser tentar se refugiar no elevador, no entanto, seu cachorro não a soltou e a seguiu. Em imagens de revirar o estômago, a mulher pode ser vista se arrastando com o cachorro ainda preso no seu braço ferido. Enquanto a mulher grita, o cão começa a balançar a cabeça para frente e para trás. Eventualmente, a mulher faz um esforço para se sentar e começa a bater freneticamente nos botões do elevador com as mãos cheias de sangue antes de escapar para o saguão. A cena foi toda registrada por câmera de segurança. Surpreendentemente, a mulher sobreviveu ao ataque, mas teve que fazer uma cirurgia para reconstruir o braço, contou o site local "La Opinión". Quando a notícia do ataque chocante foi ouvida pelos vizinhos da mulher, eles ficaram boquiabertos, pois, segundo eles, o animal parecia amigável e nunca havia demonstrado ser agressivo. Eles notaram, no entanto, que a mulher o levava para passear usando uma focinheira. "Quando o animal pulou sobre ela, a única coisa que ela pensou foi que, se ficasse no quinto andar, ninguém iria resgatá-la", disse um porta-voz da polícia de Cúcuta.

Reprodução Macajuba Acontece

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues