Social Icons

domingo, 25 de junho de 2023

Prefeito de Rosário e familiares são investigados pelo Ministério Público do MA

 Blog do Alex Ramos 

A gestão do prefeito de Rosário, José Nilton Calvet Filho, já está afamado no Ministério Público do Maranhão. Desta vez, a promotoria abriu procedimento administrativo para investigar indícios de enriquecimento ilícito por parte do gestor público e os seus familiares.

A decisão da Promotora de Justiça, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Rosário, Maria Cristina Lima Lobato Murillo, baseou-se em indícios expostos pela imprensa local. Segundo as reportagens, Laysa Rocha Calvet, filha do prefeito municipal, está cursando medicina em uma universidade particular de São Luís, cuja mensalidade é superior ao salário do chefe do executivo. O relatório de inteligência fornecido pela Coordenadoria de Assuntos Estratégicos e Inteligência da promotoria confirmou essas informações.

Além disso, durante um procedimento (simp º 512-260/2022) instaurando em 2022 para apurar suposto uso de verba pública para benefício privativo, o prefeito Calvet Filho admitiu ter financiado com seus próprios recursos um balão inflável para promoção pessoal nas festividades do aniversário de Rosário, porém os gastos superaram o valor de seu salário, que é de R$ 14 mil.

O documento ministerial expõe outro fato chocante e vergonhoso no governo Calvet Filho. Em 2020, o prefeito também recebeu seis parcelas de auxílio emergencial, benefício destinado a pessoas de baixa renda durante a pandemia do Covid-19.

Outro fato que chamou a atenção é que, de acordo com a declaração de bens prestada à Justiça Eleitoral em 2016, o prefeito possui apenas uma loja de celulares no valor de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil). Já a sua irmã, Lícia Rosário Carvalho Calvet, Secretária de Educação de Rosário, não possui veículo registrado no seu nome, mas estaria utilizando um veículo Toyota Hilux, registrado em nome da empresa Verona Transportes, que mantém contrato com o município de Rosário.

Além disso, surgiram suspeitas sobre a ocultação de evolução patrimonial por parte do prefeito e do seu irmão, Jonatha Carvalho Calvet, assessor chefe de assuntos institucionais de Rosário. Ambos dirigem veículos de alto valor comercial registrados em nome de terceiros.

Diante dessas informações, a Promotora de Justiça considera que os indícios apontam para uma evolução patrimonial incompatível com os cargos ocupados pelo prefeito e os seus familiares.

A abertura do procedimento administrativo vai apurar as informações mencionadas e determinar se houve, de fato, enriquecimento ilícito por parte de Calvet Filho. Caso as suspeitas sejam confirmadas, medidas legais serão tomadas para responsabilizar os envolvidos e preservar o interesse público.


Fonte: blog do Minard 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues