Social Icons

segunda-feira, 8 de julho de 2019

VÍTIMA DE ASSALTO PERSEGUE DUPLA E SUSPEITA MORRE EM COLISÃO EM SÃO LUÍS

Blog do Alex Ramos
Polícia recolheu os veículos envolvidos no acidente na manhã deste domingo (7) — Foto: Douglas Pinto / TV Mirante
 Polícia recolheu os veículos envolvidos no acidente na manhã deste domingo (7) — Foto: Douglas Pinto / TV Mirante

A morte de uma adolescente em São Luís após uma colisão de trânsito está em investigação pela Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) para saber se foi acidente de trânsito ou homicídio. Isto pelo fato de a adolescente de 16 anos ter morrido após sofrer uma queda em uma colisão causada por Pablo Silva Lima, vítima de assalto a residência, que resolveu perseguir os assaltantes. O outro suspeito que estava na motocicleta, João Francisco Araújo Moraes, também se machucou e foi encaminhado ao Hospital Clementino Moura (Socorrão II).
Segundo a investigação policial, o assalto a residência foi no Anjo da Guarda, em São Luís. O crime teria sido cometido por quatro pessoas que estavam em duas motos. Após o crime, Pablo seguiu uma das motos e quando chegaram próximo ao Largo de São Pedro, já na região central da cidade, houve a colisão e as duas pessoas na moto foram arremessadas.

"Estamos trabalhando inicialmente como um caso de acidente de trânsito que terminou em morte. Mas estamos analisando algumas características que podem ser levadas em consideração para avaliar que efetivamente houve um homicídio. Então para verificar, recebemos o Pablo, que se apresentou aos policiais militares e foi conduzido aqui para a superintendência", disse o delegado plantonista Felipe César, que espera ainda os laudos da perícia para ter mais elementos na investigação.

Testemunhas disseram aos policiais que a vítima do assalto ainda foi alvo de disparos de arma de fogo durante a perseguição. Ele não foi atingido e após a colisão entre os veículos, ele ficou no local esperando a chegada da polícia.

A polícia apreendeu com o condutor da motocicleta, João Francisco Moraes, um revólver calibre 38. Enquanto isso, a vítima do assalto, Pablo Silva Lima, foi ouvido na SHPP e foi liberado. "O laudo ainda vai dizer se houve intenção de matar, e o Pablo está se colocando à disposição. Então seria abuso de autoridade uma prisão em flagrante nesta situação", disse o delegado.

Do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues