Social Icons

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

OSSADA DE MULHER É ENCONTRADA; SUSPEITO É PRESO POR FEMINICÍDIO E OCULTAÇÃO DE CADÁVER

Blog do Alex Ramos

A Polícia Civil, por meio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), prendeu nesta quinta-feira (5) o suspeito de ter assassinado Elayne Ingridy Diniz Pereira, desaparecida desde o dia 16 de abril deste ano, cuja ossada foi encontrada dia 26 do mês passado pela Polícia Civil, em um matagal atrás do Hospital Carlos Macieira, no bairro do Calhau.
O conduzido, José Ribamar Silva Saraiva, conhecido como “Riba”, foi apresentado, na sede da SHPP, na Avenida Beira-Mar, depois de ser preso no bairro onde mora, Juçatuba, município de São José de Ribamar.
Segundo o delegado Felipe César, “Riba” tem uma condenação por homicídio da qual chegou a cumprir nove anos e estava em regime aberto.
Conforme o delegado que iniciou a investigação, Felipe César, após colher os primeiros dados, surgiu a suspeita de que Elayne Ingridy Diniz Pereira havia sido vítima de feminicídio, quando o caso passou a ser investigado tanto pelo Departamento de Proteção à Pessoa quanto pelo Departamento de Feminicídio, esse último coordenado pela delegada Viviane Fontenele, ambos da SHPP.
Pelos depoimentos das testemunhas, foi confirmado que a última pessoa a ser vista com Elayne, dia 16 de abril, foi o “Riba”, tanto no terminal de integração do São Cristóvão como próximo ao Hospital Carlos Macieira.
Mesmo após o cadáver da vítima ter sido encontrado, não havia como ser identificado no primeiro momento por causa do desgaste. O material, cadáver e vestimentas, foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML); e, pela arcada dentária, foi confirmada a identidade de Elayne.
Diante da identificação, a Polícia Civil pediu a prisão de José Ribamar que foi deferida pela justiça e cumprida às 14h desta quinta-feira (5), em Juçatuba, na casa do suspeito.

  ASCOM PC/MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues