Social Icons

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Bumba Meu Boi do Maranhão é eleito Patrimônio Cultural da Humanidade

Blog do Alex Ramos
RIO — Em reunião realizada nesta quarta-feira (11) em Bogotá, na Colômbia, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) elegeu o Bumba Meu Boi do Maranhão como mais novo Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. A tradicional celebração nordestina já era reconhecida pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como Patrimônio Cultural do Brasil desde 2011. A convenção que deu novo status ao festejo contou com a presença de Hermano Queiroz, diretor do Departamento de Patrimônio Imaterial do Iphan.

— Em 2012, o Comitê Gestor da Salvaguarda do Bumba Meu Boi entregou ao Iphan um documento solicitando a inscrição na Lista Representativa da Unesco. Mas o processo ficou estagnado até 2017, quando retomamos a solicitação.— relembra Queiroz, que destaca a forma como o Brasil expôs à Unesco o desejo de conquistar o novo título — Os países normalmente levam apenas uma espécie de abaixo-assinado. Nós exibimos vídeos e mensagens de representantes de grupos de Bumba Meu Boi exaltando o valor cultural que a festa tem para o Brasil. — conta o diretor.

Para Queiroz, o novo patamar traz visibilidade mundial e aumenta o potencial turístico atrelado ao movimento. Agora, o Bumba Meu Boi se junta a outros cinco patrimônios brasileiros reconhecidos pela Unesco: o frevo do carnaval do Recife (2012), o samba de roda do Recôncavo Baiano (2005), a pintura corporal e arte dos wajápi (2003), o Círio de Nossa Senhora de Nazaré (2013) e a roda de capoeira (2014).

— O que há de especial no Boi é sua capacidade de transformar o maranhense e o boieiro em um ser só. É um complexo cultural que extrapola o lúdico e permeia o cotidiano das pessoas o ano todo. Reúne o catolicismo popular, religiões afro-brasileiras, crença e brincadeiras. É um verdadeiro mosaico que resume o nosso país. — exalta do diretor do Iphan.

A decisão também foi comemorada pelo secretário Especial da Cultura, Roberto Alvim. “É o Brasil mostrando a força de sua cultura para o mundo. Esse reconhecimento não só fortalece o Bumba Meu Boi do Maranhão como expressão cultural, garantindo a preservação deste bem, mas vem para agregar valor a esse imenso e rico repertório cultural que temos no Brasil e que, cada vez mais, tem sido valorizado mundialmente”, disse ele, em nota.

União de ritmos, cores e fé

Ainda que existam formas de expressão similares em outros estados brasileiros, no Maranhão, o Bumba Meu Boi se diferencia por constituir num complexo cultural que compreende uma variedade de estilos, multiplicidade de grupos e, principalmente, porque estabelece uma relação intrínseca entre a fé, a festa e a arte, fundamentada na devoção aos santos juninos, nas crenças em divindades de cultos de matriz africana e na cosmogonia e lendas da região. O bem cultural está em acordo com os conceitos da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco de 2003.

A inscrição na lista da Unesco proporcionará ao Bumba meu boi maior visibilidade, contribuindo para reforçar a imagem culturalmente diversificada do Brasil no exterior, como também incentivar a criatividade humana e o respeito à diversidade cultural, sendo um fator a mais de mobilização dos praticantes do Bumba Meu Boi.

Do GLOBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues