Social Icons

terça-feira, 7 de janeiro de 2020

A ORDEM É DE BOLSONARO: BANCOS NÃO PODEM COBRAR MAIS DE 8% DE JUROS MENSAIS POR CHEQUES ESPECIAIS

Blog do Alex Ramos
O cheque especial terá juros limitados a partir de desta segunda-feira. Os bancos não poderão mais cobrar taxas superiores a 8% ao mês, o equivalente a 151,8% ao ano. A limitação foi decidida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional) no fim de novembro de 2019. Os juros do cheque especial encerraram novembro em 12,4% ao mês, o que equivale a 306,6% ao ano.


Conforme o BC, a regulamentação de linhas emergenciais de crédito existe tanto em economias avançadas como em outros países emergentes.


Segundo o órgão, o sistema antigo do cheque especial, com taxas livres, não favorecia a competição entre os bancos. Isso porque a modalidade é pouco sensível aos juros, sem mudar o comportamento dos clientes mesmo quando as taxas cobradas sobem.

TARIFA

Para financiar em parte a queda dos juros do cheque especial, o CMN autorizou as instituições financeiras a cobrar, a partir de 1º de junho, tarifa de quem tem limite do cheque especial maior que R$ 500 por mês. Equivalente a 0,25% do limite que exceder R$ 500, a tarifa será descontada do valor devido em juros do cheque especial. Cada cliente terá, a princípio, um limite pré-aprovado de R$ 500 por mês para o cheque especial sem pagar tarifa. Se o cliente pedir mais que esse limite, a tarifa incidirá sobre o valor excedente. O CMN determinou que os bancos comuniquem a cobrança ao cliente com 30 dias de antecedência.


 Do NBO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues