Social Icons

sexta-feira, 10 de abril de 2020

Avon: Valor atribuído a Marisa Letícia por bolsonaristas está errado, diz assessoria de Lula

Blog do Alex Ramos
Em função de um erro de preenchimento, foi multiplicado por cem o inventário de Dona Marisa Leticia da Silva, esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O engano acabou atribuindo à sua conta uma aplicação de 2.566.468 unidades de CDB (Certificado de Depósito Bancário), com valor de R$ 100 cada, o que daria, no final: R$ R$ 256.646.800,00.
De acordo com a assessoria de Lula, o erro já foi corrigido e o valor correto de CDBs que ela aplicou é 100 vezes menor, ou seja, de 25.664 CDBs, o que dá R$ 2.566.468,00.
Em função do valor elevado, o juiz Carlos Henrique André Lisboa, da 1ª Vara da Família e das Sucessões, responsável pelo processo de inventário de Marisa Letícia, pediu esclarecimentos ao ex-presidente Lula sobre aplicações de sua esposa.
Tudo já foi esclarecido com a Justiça. Mesmo assim, os filhos do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) estão usando a informação para atacar a memória da ex-primeira-dama. Veja abaixo:


O caso gerou grande repercussão nas redes, na manhã desta sexta-feira (10), com várias hashtags, inclusive o nome de Marisa Letícia, indo para primeiro lugar entre os assuntos mais comentados.
A hashtag Avon foi parar de maneira irônica entre as primeiras do Twitter. Internautas dizem que Dona Marisa teria feito a fortuna como consultora da marca.
Os advogados de Dona Marisa também comentaram o caso e desmentiram as acusações sobre os CDBs. Uma nota foi compartilhada no Twitter por Cristiano Zanin Martins, que diz que todos os bens da ex-primeira-dama foram apresentados nos autos do inventário e declarados em termos da lei.

Revista Fórum

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues