Social Icons

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Veja a verdadeira "cara" do governo Bolsonaro

Blog do Alex Ramos
ALGUMAS AÇÕES DESDE JANEIRO DE 2019 (Mais detalhes nas redes sociais da SecomVc)

- Estatais em 2015: R$ 32 bilhões de PREJUÍZOS. Estatais em 2019: R$ 109 bilhões de LUCROS.
- Brasil de volta aos 25 países mais confiáveis para investir.

- Menos ministérios, nomeações técnicas, corte de 21 mil cargos e funções, aplicação de ficha limpa em cargos do Governo Federal.
- Lei contra fraude no INSS (economia R$ 100 bilhões em 10 anos).
- Fim do sigilo em operações de crédito com recursos federais.

- Digitalização de centenas de serviços, gerando economia e agilidade para a população em diversas operações.
- Pensão vitalícia para famílias de crianças com microcefalia causada pelo vírus zika.
- Investimentos bilionários em hospitais filantrópicos e universitários.

- Inédito 13º do Bolsa Família.
- Impostos zerados para medicamentos contra câncer e AIDS.
- Programa de dessalinização de águas no Nordeste.
- Queda nos índices de violência, com destaque para a redução de homicídios e estupros.
- Sucessivos recordes de apreensão de drogas.

- Regulamentação da venda de bens de criminosos para uso pelas forças de segurança.
- Invasões de terras: redução quase total; foram 5 em 2019, todas pacificadas em menos de 1 semana – FHC 1995: 145; FHC 1999: 502; Lula 2003: 222; Lula 2007: 298; Dilma 2011: 200; Dilma 2015: 182

- Conclusão de dezenas de obras esperadas havia décadas – para citar alguns exemplos: a transposição do Rio São Francisco, duplicação da BR-101 em Alagoas, duplicação da BR-116 no Rio Grande do Sul e pavimentação da BR-163 no Pará.

- Leilões e concessões de portos, aeroportos e ferrovias, gerando empregos, investimentos, melhorias e arrecadação.
- Histórica Nova Previdência.
- Aproximadamente UM MILHÃO de empregos em 2019.
- Quebra do monopólio da Petrobras no setor do gás.

- Redução histórica da taxa de juros – menor índice.
- Liberação do FGTS para trabalhadores.
- Lei da Liberdade Econômica: ações que diminuem a burocracia sobre empresas de todos os tamanhos, estimulando empreendedorismo e competitividade e gerando empregos e renda.

- Risco-País atinge menor nível desde 2013.
- Operação Acolhida: acolhimento aos refugiados do socialismo venezuelano, com toda uma rede de tratamento médico, diplomático e humanitário.

- Brasil rumo à OCDE (organização dos países mais desenvolvidos), com apoio de algumas das mais importantes nações.
- Exportações recordes para o mundo árabe.
- Protagonismo no acordo entre Mercosul e União Europeia.

- Protagonismo no acordo entre Mercosul e EFTA (Associação Europeia de Livre Comércio).
- Captação de R$ 10 bilhões em investimentos da Arábia Saudita.
- 4º maior destino de investimentos entre países do G20.
- Secretaria Nacional da Alfabetização: foco na base do ensino.

- Enem Digital, mais abrangente, econômico e desburocratizado.
- FUTURE-SE, programa que possibilita a arrecadação de patrocínio para pesquisas, aproximando os universitários do mercado.
- Educação Conectada: informatização milhares de escolas no Norte e no Nordeste.

- Programa Nacional de Escola Cívico-Militares.
- Programa Novos Caminhos (educação profissionalizante).
- Redução de queimadas e combate ao desmatamento.
- Programa Lixão Zero (agenda ambiental urbana).
- Novo Marco do Saneamento Básico.

- Abertura e ampliação de diversos mercados ao agronegócio brasileiro (Egito, Indonésia, China etc.).
- Plano Safra recorde.
- Fomento à agricultura familiar e orgânica.
- MP da Regularização Fundiária.

ALGUMAS DAS PRINCIPAIS AÇÕES NA PANDEMIA
- Reação imediata: notificação de portos, aeroportos e fronteiras e preparação da rede pública ainda em janeiro.
- Decreto de Emergência em Saúde em 03/02. (20 dias depois, carnaval aconteceria normalmente nos estados e municípios)

- Auxílio Emergencial para 65 milhões de brasileiros, beneficiando direta ou indiretamente MAIS DA METADE DA POPULAÇÃO.
- Em torno de R$ UM TRILHÃO destinados ou previstos para combate à pandemia e a suas consequências econômicas.
- Mais de R$ 150 BI para estados e municípios.

- Mais de R$ 40 bilhões para pequenas e microempresas.
- Mais de 10 milhões de empregos preservados.
- Índice de investimento contra a pandemia superior a países ricos.
- Um dos países que mais recupera infectados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues