Social Icons

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

No Maranhão, golpe da OLX termina com duplo homicídio

 Blog do Alex Ramos

Um Delegado de Polícia Civil da cidade de Balsas, no sul do Maranhão fez um relato através da WEB acerca do duplo homicídio ocorrido naquela cidade no final da tarde desta terça-feira(09/01) em decorrência do velho golpe do anúncio da OLX clonado.


No relato, em tom de desabafo, o delegado narra minuciosamente como ocorreu o golpe e quais os caminhos que as vítimas deviam trilhar para buscar o ressarcimento, visto que tanto os irmãos que depositaram o dinheiro, como o proprietário do caminhão no caso em tela, foram lesados pelos golpistas da OLX, fato que culminou na revolta e no triste desfecho caso com o duplo homicídio perpetrado pelos irmãos.


VEJA NA ÍNTEGRA O RELATO DO DELEGADO:


Meus amigos, gostaria de dividir com os senhores um episódio ocorrido no final da tarde de hoje.


A PM apresentou uma ocorrência envolvendo duas vítimas do velho golpe do anúncio da OLX clonado. Uma das vítimas transferiu mais de 130 mil reais para uma conta indicada pelo golpista e na hora de receber o caminhão com o proprietário, este, obviamente, não entregou já que não recebera qualquer pagamento.


Enfim, como a conta era de São Paulo, expliquei que ambos foram vítimas de um golpe e que a apuração do crime deveria ocorrer na cidade onde fica a agência favorecida. Fiz a ocorrência, colhi as oitivas e juntei os documentos necessários para remeter o caso para a Polinter.


Por fim, expliquei que não faria a apreensão do caminhão por se tratar de duas pessoas de boa fé e orientei que ou chegassem num acordo para dividir o prejuízo ou procurassem o Judiciário já que eu não tinha poder pra decidir com quem deveria ficar o carro.


O cara que fez a transferência e o irmão dele, que tinha dinheiro tbm na jogada, ficaram inconformados com o fato de o caminhão não ter ficado apreendido e quando saiu da Delegacia, do outro lado da rua, o irmão atirou no proprietário do caminhão e no amigo dele que estava junto, atingindo ambos na cabeça, em seguida roubou uma moto e fugiu.


O cara revoltado estava armado dentro da Delegacia e poderia ter dirigido a fúria dele contra mim quando soube que eu não apreenderia o caminhão.

Que risco todos nós corremos todos os dias em nossas atividades e quanto estamos desprotegidos


R10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues