Social Icons

terça-feira, 27 de abril de 2021

Saúde Cartórios registram aumento de 120% nos óbitos de pessoas entre 30 e 39 anos no Maranhão

 Blog do Alex Ramos

Um levantamento aponta que houve um aumento de 120% no registro de óbitos de pessoas entre 30 e 39 anos por conta da Covid-19 no Maranhão. Os dados são da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado do Maranhão (Arpen/MA), com base nos registros realizados nos 217 cartórios existentes no estado.

De acordo com os dados, o falecimento de pessoas nesta faixa etária que representavam, em média, 3,85% das mortes em março, subiu para 8,4% em abril. Além disso, também foi registrado um crescimento de 76% no número de mortes de pessoas com idades entre 20 e 29 anos no Maranhão.

Segundo a Arpen, a faixa de pessoas entre 40 e 49 anos foi um pouco menos afetada pelo número de falecimentos nesta etapa da pandemia. Em janeiro deste ano, as mortes deste grupo representaram 8% dos óbitos, já em fevereiro ficou em 9,37%; em março subiu para 10,3% e nos primeiros dias de abril, chegou a 8,4% do total de mortos pela doença no Maranhão.

Em relação à média de óbitos desde o início da pandemia, a população entre 40 e 49 anos, que representava 7,1% dos óbitos, registrou um aumento de 19% do número de mortes nos primeiros dias de abril. Além disso, ficou constatado que mesmo com o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 no Maranhão, os idosos com idades entre 60 a 69 anos ainda seguem bastante afetados pela doença.

Em abril do ano passado, as mortes de pessoas nesta faixa etária representavam, em média, 21,1% dos óbitos pela doença no estado. Até a primeira quinzena de abril, o percentual de vítimas chegou a 26,3%.

Queda nas mortes de idosos

O levantamento aponta que os idosos da faixa etária entre 90 e 99 anos representavam, em média, 4,3% do total de mortos pela Covid-19 desde o início da pandemia. Em março, já com os primeiros reflexos da vacinação para esta idade, passaram a representar 2,7% dos óbitos e, nos primeiros dias de abril, 2,2% do total de falecimentos.

Idosos com idades entre 80 e 89 anos, somam uma média de 23,8% do total de mortos para 13,4% em março, e para 10,7% em abril. Já os óbitos entre a população de 70 a 79 anos que, em muitos estados, acabou de receber a 2ª dose da vacina, teve uma redução de 7%, passando de uma média 26,3% do total de óbitos para 24,5% em abril.

 Fonte: G1MA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues