Social Icons

terça-feira, 17 de agosto de 2021

Vídeo: Imagens chocantes mostram pessoas caindo de avião tentando fugir do Afeganistão

 Blog do Alex Ramos

Imagens chocantes tomaram conta das redes sociais nesta manhã (16) envolvendo a situação do Afeganistão e Talibã. Vídeos mostrando pessoas caindo de um avião, em uma tentativa desesperada deixar o Afeganistão após o país ser tomado pelo Talibã.

Outros vídeos mostraram centenas de afegãos com malas aglomerados na pista de decolagem do aeroporto de Cabul. Alguns tentavam embarcar em voos para fora do país, outros se penduravam nas asas, no trem e pouso e na  fuselagem na lateral dos aviões.

A situação chegou nessa situação após o grupo extremista isalâmico Talibã retomar o poder com a saída das tropas dos Estados Unidos. Os EUA tomaram conta do território durante os últimos 20 anos após os ataques do 11 de setembro. Um acordo entre os americanos e o Talibã, assinado em fevereiro 2020, sob o governo de Donald Trump, previa a retirada completa das tropas americanas e da Otan do território afegão.

Confira o vídeo clicando no link da TV OUTRO NÍVEL 

https://youtu.be/kY8nuXdCTSE


Em julho deste ano, os soldados americanos deixaram a base aérea de Bagram e entregaram o espaço para a administração do governo afegão.


Ontem (15), o grupo extremista entrou em Cabul e clamou "vitória" no palácio do governo, horas depois que o presidente Ashraf Ghani fugiu para o exterior. Segundo ele, a fuga foi para um "banho de sangue", já que "incontáveis patriotas teriam sido martirizados e Cabul destruída" se ele tivesse ficado.

O número de vítimas não havia sido confirmado oficialmente por autoridades afegãs até a última atualização desta reportagem.


Mortes - O porta-voz do Pentágono afirmou também que um soldado ficou ferido e dois afegãos armados foram mortos após terem atirado contra tropas americanas, segundo informações preliminares.


O jornal americano "The Wall Street Journal" diz que três pessoas foram mortas por armas de fogo. A agência de notícias Reuters fala em cinco óbitos.

A Reuters não diz se as vítimas foram atingidas por disparos de armas de fogo ou pisoteadas durante a confusão. Não está claro se os tiros foram disparados contra pessoas ou para o alto.

Fonte: A crítica

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues