Social Icons

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Urgente: juntas, irmãs acusadas de matar jovem de 25 anos em Matinha são condenadas 34 anos de prisão

 Blog do Alex Ramos

Em Matinha, o julgamento envolvendo as irmãs Tainar dos Santos e Tainara dos Santos acabou neste momento. Elas foram condenadas pelo Júri Popular nesta quarta-feira (24), a 34 anos de prisão, juntas. Ambas foram consideradas culpadas de, no dia 09 de abril de 2019, ceifaram a vida de uma jovem de 25 anos, identificada como Kelrrey Daiana Ferreira Moizinho, usando uma faca.

Taynara foi condenada a 18 anos e 8 meses e Tainar foi condenada a 16 anos e quatro meses, em regime fechado. Segundo as informações, o julgamento estava acontecendo desde as 9 horas da manhã desta quarta-feira (24), no auditório do Sindicato dos Servidores Municipais de Matinha, localizado na rua ‘João Amaral da Silva’.

A defesa tentou levar o julgamento para São Luis ou adiar a sessão, mas todos os pedidos foram negados pelo juiz que comanda o caso,  Alistelman Mendes Dias Filho. Elas foram pronunciadas em agosto de 2019, pelo juiz Celso Serafim, após serem denunciadas pelo Ministério Público.

O caso

O crime é um dos mais controversos da Baixada Maranhense e envolveu bastante cobertura da imprensa estadual e decisões diferentes, tanto da Justiça de Matinha, como do Tribunal de Justiça do Maranhão.

Kelrry Mouzinho, de 25 anos, foi morta a golpes de faca em 2019, no município de Matinha. De acordo com o delegado David Noleto, durante uma festa em um povoado do município, a vítima teria se envolvido em uma discussão com Tainá dos Santos e Taynara dos Santos, e em seguida, trocaram ofensas por meio de uma rede social.

Segundo a polícia, as duas suspeitas chegaram armadas na casa da vítima que foi atingida por aproximadamente, seis golpes de faca. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.


Fonte: blog do Jailson Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues