Social Icons

sexta-feira, 8 de abril de 2022

Faccionados acusados de executar homem são presos

 Blog do Alex Ramos

Ações desenvolvidas pela Delegacia da Área Leste do Departamento de Homicídios da Capital, vinculada a SHPP prendeu entre os dias 4 e 7 de abril quatro homens suspeitos de integrar uma facção criminosa e praticar crimes de homicídios, em São Luís.


De acordo com a Polícia Civil, foram cumpridos mandados de prisão temporária em decorrência da segunda fase das investigações da execução de Carlos Antônio Polary de Brito, de 59 anos, ocorrido em setembro do ano passado, no bairro do São Cristóvão, quando dirigia seu veículo, após sair de casa.


Durante as investigações a polícia identificou a conduta de cada um dos faccionados, estabelecendo-se a autoria intelectual do crime, os autores dos disparos, os responsáveis pelo auxílio do material em troca de promessa de recompensa pela prática criminosa, que seria realizada em entorpecentes.


Depois do cumprimento das formalidades legais, os presos foram encaminhados ao sistema prisional onde devem permanecer à disposição do Poder Judiciário.


O crime


Carlos Antonio Polary de Brito, de 59 anos, foi assassinado na manhã de segunda-feira 20 de setembro de 2021 entre as ruas Dois e Onze do bairro Jardim São Cristóvão, em São Luís. Ele estava dirigindo um veículo Toyota Corolla preto, que pertence a uma locadora, quando foi executado a tiros.


Carlos Antonio era comerciante, onde possuía um estabelecimento no bairro do João Paulo e residia no Conjunto São Raimundo.


O serviço de Inteligência da Polícia Militar, apurou que a vítima já tinha ficha criminal, sendo que ele havia sido preso com uma expressiva quantidade de entorpecentes no ano de 2020 e era considerado um grande traficante em São Luís.


Testemunhas informaram que os suspeitos já vinham seguindo Carlos Antônio até que efetuaram os disparos, outros dois comparsas que davam apoio a empreitada criminosa recolheu algumas cápsulas de bala que seriam de uma pistola .40.

Do JIB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues