Social Icons

quarta-feira, 6 de abril de 2022

Ipespe: Lula ainda lidera com 44%, mas Bolsonaro cresce e chega a 30%

 Blog do Alex Ramos

A nova rodada da pesquisa do instituto Ipespe, divulgada nesta quarta-feira 6, traz o ex-presidente Lula (PT) ainda na liderança com 44% das intenções de voto, mesmo resultado que tinha há duas semanas.

O petista viu sua vantagem sobre o presidente Jair Bolsonaro (PL) diminuir, já que o ex-capitão cresceu 4 pontos percentuais no mesmo período e já soma 30% das intenções de voto.

A pesquisa também é a primeira sem a presença do ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), que abriu mão da sua candidatura ao sair do Podemos. Com a baixa na disputa, quem se consolida em terceiro lugar é Ciro Gomes (PDT) com 9% da preferência dos eleitores. Há 15 dias, o pedetista tinha 7%. A oscilação está dentro da margem de erro.


João Doria (PSDB) e Simone Tebet (MDB) também garantiram 1 ponto percentual a mais com a saída do ex-juiz. Os postulantes ao posto de candidato da terceira via tinham 2% e 3%, respectivamente na pesquisa anterior. Seus eleitores somam agora 3% e 2%.


A pesquisa também monitorou as candidaturas de André Janones (Avante), que segue com os mesmos 1%, e Felipe D’avila (Novo), que perdeu seu único ponto. O Ipespe também listou pela primeira vez os nomes de Eymael (PSC) e Vera (PSTU), mas ambos os candidatos não pontuaram.

Segundo turno

A pesquisa do instituto Ipespe segue apontando vitória de Lula em qualquer cenário de segundo turno. Segundo o levantamento, o petista tem mais de 20 pontos percentuais de vantagem contra qualquer candidato. Veja os números:

Lula 53% x Bolsonaro 33%

Lula 52% x Ciro 25%

Lula 55% x Doria 20%

A pesquisa também mediu as intenções de voto em eventuais disputas de segundo turno sem a presença do petista. Neste caso, Bolsonaro seria derrotado por Ciro Gomes por 47% a 37% e venceria Doria por 39% a 38%.

Para chegar aos resultados, foram realizadas mil entrevistas por telefone entre os dias 2 e 5 de abril. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95,5%.

Reprodução Carta capital


Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues