Social Icons

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2023

Autor de massacre em bar troca tiros com o Bope e morre

 Blog do Alex Ramos

Um dos autores da chacina que vitimou 7 pessoas em Sinop trocou tiros com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) nesta quarta-feira, 22 de fevereiro, e morreu no hospital. O criminoso foi identificado como Ezequias de Souza Ribeiro, 27 anos.

Já o outro assassino, Edgar, deve se entregar nas próximas horas. A informação foi revelada por seu advogado, Marcos Vinicius. 

Ezequias foi encontrado em uma zona de mata, a 15 km de Sinop, após uma denúncia anônima. Ele era o único que portava arma, uma pistola .380, pois Edgar abandou sua escopeta junto com a caminhonete usada no crime. 

O criminoso chegou a ser socorrido com vida e encaminhado ao Hospital Regional de Sinop, mas não resistiu aos ferimentos. 

Ezequias é o homem que aparece nas imagens portando uma pistola (clique aqui para ver). Ele teria ido até o bar na tarde de terça-feira, 21, para ajudar Edgar Ricardo de Oliveira, 30 anos, a cometer o crime.

APOSTA MORTAL

A motivação do crime, segundo a polícia, seria a derrota de Edgar no jogo de sinuca para Getúlio Rodrigues Frasão Júnior, de 36 anos, uma das vítimas. Edgar e a vítima já se conheciam e tinham jogado valendo dinheiro em outros momentos.

Conforme o delegado, Edgar passou a manhã jogando com Getúlio. Depois de perder uma grande quantia em dinheiro, Edgar saiu do bar. Ele voltou à tarde, junto com Ezequias. Após uma nova derrota, Edgar se irritou com a situação, deu sinal para Ezequias, que já sacou a pistola e rendeu todos que estavam no bar. Edgar, por sua vez, foi até a caminhonete e pegou a espingarda.

“O Edgar desafiou o Getúlio para uma nova partida na parte da manhã e perdeu várias rodadas de sinuca, totalizando, aproximadamente, R$ 4 mil, que o Getúlio ganhou nas partidas. O Edgar e o Ezequias foram embora e retornaram na parte da tarde e, novamente, desafiaram o Getúlio. Perdeu mais duas rodadas”, detalhou o delegado, em coletiva de imprensa.

Na sequência, Edgar atirou nas pessoas que estavam presentes, incluindo na filha de Getúlio, Larissa Frasão, de apenas 12 anos, que foi atingida pelas costas enquanto tentava fugir.

Para o delegado, os suspeitos já foram para o bar com a pré-disposição de cometer o crime.

Fonte: Estadão MT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues