Social Icons

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

AGORA A CASA CAI: POLÍCIA CIVIL OFERECE ACORDO DE DELAÇÃO PREMIADA AOS SUSPEITOS DE MATAR MARIELLE

Blog do Alex Ramos
A Polícia Civil do Rio de Janeiro ofereceu acordo de delação premiada aos ex-policiais militares Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz, ambos suspeitos do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e de seu motorista Anderson Gomes.
O acordo seria de que, em troca dos benefícios como uma eventual redução de pena, eles precisariam apontar o nome do suposto mandante do crime. Os suspeitos, contudo recusaram e voltaram a dizer que não possuem envolvimento nos homicídios.
A proposta foi feita no dia 5 de novembro, uma semana após reportagem do Jornal Nacional, na TV Globo, revelar que o depoimento de um porteiro envolvera o nome do presidente Jair Bolsonaro no caso.
Além da pergunta sobre um possível mandante do crime, os ex-policiais responderam se conheciam uma série de políticos e milicianos do Rio – inclusive aqueles que, de acordo com as investigações, fariam parte do Escritório do Crime, grupo de matadores de aluguel que estaria por trás de diversos homicídios ligados às disputas da contravenção e que jamais foram esclarecidos.
Entretanto os réus também negaram quando foram questionados acerca de uma suposta relação deles com o porteiro Alberto Mateus, que trabalha no condomínio onde Ronnie Lessa vivia no dia do crime.
Informação MBL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues