Social Icons

domingo, 27 de dezembro de 2020

Condenado que tentou estuprar mulher em 'saidinha' de Natal usava roupa íntima feminina diz PM

 Blog do Alex Ramos

Homem que atacou corretora de imóveis em Marília (SP) usava a peça íntima quando foi preso em Pompeia (SP), após bater carro durante perseguição. Ferido, ele teve alta do hospital e foi transferido para uma cadeia da região.

O detento que foi preso na última quinta-feira (24) após tentar estuprar uma corretora de imóveis em Marília (SP) durante sua "saidinha de Natal" usava uma roupa íntima feminina no momento em que foi preso. A informação foi confirmada por policiais militares que o perseguiram e conseguiram prendê-lo na cidade vizinha, Pompeia (SP), logo depois que ele bateu o carro que havia roubado da vítima.


Imagens do detento Luís Henrique Caetano da Costa, de 42 anos, imobilizado no solo após a prisão mostram que ele estava usando uma calcinha fio-dental vermelha, segundo a PM.

O criminoso, condenado a uma pena de mais de 34 anos de prisão por crimes como estupro, roubo e furto, estava preso na ala de semiaberto da penitenciária de Iperó (SP) até o último 22, quando deixou a unidade por conta do benefício da saída temporária de Natal e Ano Novo.


Dois dias depois de deixar a cadeia, o detento foi esfaqueado ao atacar uma mulher, de 32 anos, em uma tentativa frustrada de estupro. Segundo a polícia, para atrair a corretora para uma emboscada, o homem se passou por um oficial do Exército interessado em comprar imóveis.

A mulher apresentou algumas opções disponíveis na imobiliária em que trabalha, no centro de Marília, e foi com ele até uma casa no Jardim Olinda, na zona oeste da cidade.

No momento em que mostrava o banheiro para o suposto comprador, ele tirou uma faca da cintura e mandou a vítima se ajoelhar para estuprá-la.

A partir daí, a mulher relatou à reportagem da TV TEM momentos de terror quando reagiu ao ataque, entrou em luta com o criminoso e sofreu graves ferimentos em suas mãos ao segurar a faca com força. Ela conseguiu desarmar o criminoso e o golpeou na região das costas.

Mesmo ferido, o homem roubou o carro da vítima e conseguiu fugir até ser preso pela PM em Pompeia. Ele foi socorrido e levado para o Hospital das Clínicas de Marília, onde passou por uma cirurgia e ficou internado sob escolta da PM.

Mesmo no hospital, ele passou por audiência de custódia e a Justiça decretou a sua prisão preventiva. Neste sábado (26), o homem recebeu alta hospitalar e foi transferido para a cadeia de São Pedro do Turvo (SP).

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), o detento foi condenado a uma pena total de 34 anos, três meses e 17 dias por furto, roubo e estupro.

Por não estar no domicílio declarado e ter cometido novo crime durante a saída temporária, ele deverá regredir ao regime fechado, sem prejuízo do novo processo criminal.


FONTE: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues