Social Icons

sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Mesmo cortando R$ 281 milhões em salários, Globo tem aumento de prejuízo em 2021

 Blog do Alex Ramos

A Rede Globo encerrou o primeiro semestre de 2021 com um rombo estimado em R$ 144 milhões, o que representa uma piora de 122% em relação a 2020, quando a emissora, no mesmo período, amargou R$ 51 milhões em prejuízo.

O resultado negativo chama atenção, uma vez que o canal de TV realiza, desde 2019, seguidos cortes e demissões para tentar sair do alerta vermelho.

Nos últimos meses, inclusive, o número de artistas que deixaram a empresa parece ter acelerado. Faustão, Tiago Leifert, Lázaro Ramos, Ingrid Guimarães, Vera Fischer, Antônio Fagundes e Reynaldo Gianecchini estão entre as recentes baixas.

No início de setembro, a Globo divulgou um relatório em que aponta no primeiro semestre de 2021 uma “diminuição de R$ 281 milhões em pessoal como resultado das iniciativas contínuas de corte de custos”, segundo o jornalista Guilherme Ravache.

As despesas com rescisões e dissídios também são uma preocupação para a companhia comandada pela família Marinho. Houve “aumento de 48 milhões nas despesas pessoais explicado principalmente por indenizações e também por reajustes salariais anuais do sindicato trabalhista em acordos coletivos de trabalho”.

Os salários e encargos sociais, que em 31 de dezembro de 2020 representavam R$ 1,18 bilhão no balanço da empresa, caíram para R$ 853,45 milhões em 30 de junho de 2021.

Pra variar, os gastos também subiram. Houve elevação de 36% no primeiro semestre deste ano em relação ao ano passado. A emissora diz que o resultado é fruto do “retorno de eventos esportivos ao vivo e pela amortização de direitos esportivos de R$ 503 milhões, devido ao grande reescalonamento de jogos que afetou todas as competições do futebol brasileiro no ano de 2021”.

Além disso, cresceram os custos com gravações de programas e novelas devido aos protocolos de segurança contra a Covid-19.

Por outro lado, a receita líquida do canal de TV cresceu 17% (ou R$ 948 milhões) em relação ao mesmo período de 2020, totalizando R$ 6,451 bilhões.

Apesar dos prejuízos e de uma ligeira queda de 3% no caixa em relação ao ano passado, o grupo Globo tem R$ 12,5 bilhões disponíveis em suas contas.

Fonte: Conexão política

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues