Social Icons

domingo, 9 de janeiro de 2022

Seguidora do QAnon e militante contra a vacina morre de Covid-19

 Blog do Alex Ramos

Uma promotora do movimento conspiratória QAnon, que incitava seus seguidores a não se imunizarem contra o coronavírus morreu nesta quinta-feira 6 em decorrência da infecção.

Cirsten Weldon acumulou dezenas de seguidores em suas redes sociais ao promover a teoria conspiratória pró-Trump. 

A oponente da vacinação chegou a gravar vídeos dizendo que um médico especialista em imunização nos Estados Unidos “precisava ser pendurado em uma corda”. 

Weldon alegada que a vacina matou pessoas e até gravou a si mesma gritando com pessoas que faziam fila para receber as vacinas.

“As vacinas matam, não entendo!” Weldon alertou. “Esses idiotas são assim tão ingênuos. Eles estão todos tomando vacina!”.

A militante começou a sentir sintomas de Covid-19 no final de dezembro. Em um de seus últimos vídeos publicados em uma plataforma digital, Weldon aparece tossindo e reclamando de fadiga.

A conspiracionista precisou ser internada. No entanto, em uma foto recente em que aparece com uma máscara de oxigênio, Weldon alegando ter “pneumonia bacteriana”. 

Ela não foi a primeira do grupo a falecer devido à infecção de coronavírus. Outros apoiadores do movimento também precisaram ser hospitalizados e não resistiram. 

Em face das mortes, uma nova teoria conspiratória foi criada e seus apoiadores começaram a alegar que os militantes do QAnon estariam sendo assassinados. Influenciadores da extrema-direita sugeriram que eles haviam sido vítimas de um ataque de antraz. 

Fonte: Carta capital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues