Social Icons

sexta-feira, 24 de novembro de 2023

Advogado falta a audiência e justifica que tinha encontro para fazer sexo

 Blog do Alex Ramos 

Um advogado de Goiânia (GO) solicitou o adiamento de uma audiência sob a justificativa de que teria um encontro com uma "autoridade" do sexo. 

Manoel Bezerra Rocha responde a um processo por ter chamado uma desembargadora de "jumento", após ela negar um pedido de habeas corpus a um cliente dele.

Ele teria que comparecer a uma audiência sobre o caso, que estava marcada para esta quinta-feira (23), mas pediu, no mesmo dia, o adiamento para ir ao encontro sexual. O pedido foi prontamente negado. 

Em sua defesa, o advogado alega que é um sobrevivente da Covid-19. “Em razão do diagnóstico descrito, é unânime que a classe médica do mundo inteiro e cientistas de outras áreas do conhecimento humano recomendam a prática do prazer sexual com fator preponderante que contribui para com a saúde física e mental do ser humano.”

Ele acrescenta: “Visando contribuir para com esse caso essencial de saúde pública e, nesse particular, deste querelado [réu], aterrissa hoje (23/11/2023) a maior autoridade em termos de sexo satisfatório do mundo. Ou seja, a extraordinária Paloma”.

Paloma é a mulher com quem o advogado se encontrou em vez de comparecer à audiência. Confira trechos da conversa abaixo.

No pedido de adiamento, Manoel acrescenta ainda que “a parte Querelada, justificadamente, necessita de todo o dia de hoje (e se Deus ajudar para que ele não falhe, toda a noite) a fim de se dedicar à prática do coito, ou seja, o sexo — vulgarmente também conhecido como 'trepada' — para que seja possível dar a continuidade de seu tratamento terapêutico (físico e psíquico) que a sua atual condição de saúde (física e mental) exige”.

Ao R7, o advogado disse nesta sexta-feira (24) que a justificativa não era real e se tratava de um protesto. Manoel Bezerra Rocha afirmou que quis fazer um "protesto em forma de deboche" contra um magistrado que, segundo ele, não respeita a legislação e "está agindo contrariando suas próprias decisões".

Por fim, o advogado afirma que a amiga Paloma não é garota de programa. "De fato, a minha amiga e eu temos uma ótima amizade e gostamos de fazer sexo. E ela estava de passagem pela cidade, pois, mudou-se de Goiânia e foi morar noutro lugar. E temos, um pelo outro, enorme atração sexual e de amizade verdadeira", relatou o advogado.

Bezerra Rocha afirmou ainda que tem "sequelas do 'Covid Longo', como depressão, ansiedade e arritmia cardíaca". "Não é novidade que o sexo libera uma série de componentes químicos que aliviam esses males, como miotonia, dopamina, ativando nossos neurotransmissores e gerando uma sensação de bem-estar", afirmou o advogado.

Em nota, a Seção Goiás da Ordem dos Advogados do Brasil informou que os fatos serão analisados por meio do Tribunal de Ética e Disciplina (TED), "que observa com rigor o sigilo legal dos seus procedimentos".

Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
 
Luzimar Rodrigues